segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Margarida - Margô




Pode até chover canivete
Pode fazer sol de rachar... mas sempre lá vem e vai
Margarida reciclando sua vida e de sua pequena filha
Nas latinhas, garrafas pet, papelão...
Sorriso tímido
Mulher de raça
Empurrando seu carro-de-mão, ladeira acima e abaixo
Rio Sena, Terezinha, Cruzeiro...
Sem um reclame
Sem um queixume pela vida dura que leva
Sempre assim
Margarida
Nossa
Margô

Lílian Alves

O Jogo da Dissimulação

O Jogo da Dissimulação

Se Toque!

Se Toque!

PERIGO NO AR !

PERIGO NO AR !
Clique aqui

Ditadura - Quando terminou mesmo...?

Suburbio Ferroviário - Galeria