domingo, 15 de fevereiro de 2009

Notícias da RTS

Dater disponibiliza mais de 300 tecnologias de base ecológica
O Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (Dater/SAF/MDA) disponibiliza uma nova seção em sua página na internet com mais de 300 tecnologias de base ecológica a partir desta semana. O objetivo é garantir um espaço de fácil acesso voltado especialmente para extensionistas rurais, onde poderão ser encontradas informações sobre técnicas de manejo e tecnologias de base ecológica a serem usadas tanto na agricultura como na produção animal.

Inscrições abertas para o XXIV Prêmio Jovem Cientista
O objetivo do Prêmio Jovem Cientista é buscar, através dos diferentes temas abordados a cada ano, soluções simples e acessíveis para problemas diretamente ligados à população. Nesta edição, o foco será o estudo, desenvolvimento e uso de energias alternativas, estimulando a produção e o consumo dessas fontes de energia de uma maneira sustentável, ou seja, atendendo às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade das futuras gerações atenderem também às suas próprias.


Resíduo da fabricação do biodiesel pode ser usado na ração animal

Projeto desenvolvido pela Embrapa quer mostrar que resíduos da fabricação do biodiesel, a partir da mamona, podem ser aproveitados em vez de irem para o lixo. Um desses co-produtos é a torta de mamona. Usada atualmente no Brasil apenas como adubo orgânico em hortas e jardins, a torta de mamona, devido ao seu valor protéico, pode substituir a torta de soja como alimento animal, significando barateamento de custos para o produtor rural e os fabricantes de rações.


Brasil leva indústria de castanha ao Haiti

Um acordo de cooperação do Brasil com o Haiti possibilitou que uma miniindústria de beneficiamento de castanha de caju fosse instalada na cidade haitiana de Grand-Riviére-du-Nord, a 300 km da capital Porto Príncipe, o que deve beneficiar até 100 produtores da região. A tecnologia desenvolvida no Brasil, com capacidade para processar 120 kg do alimento por dia, pode aumentar os lucros dos produtores haitianos em 40% e fortalecer a venda de castanha do país para o mercado dos turistas que visitam o Caribe, prevê a Embrapa.


Mostra de tecnologias sustentáveis do Instituto Ethos

Organizações e demais interessados que desenvolvem iniciativas relacionadas à sustentabilidade de cidades, negócios rurais ou à conservação e manejo sustentável de ecossistemas podem se inscrever na Mostra de Tecnologias Sustentáveis, do Instituto Ethos. O evento acontece de 15 a 18 de junho em São Paulo (SP). Conforme o Instituto,
as tecnologias sustentáveis compreendem metodologias, técnicas, sistemas, equipamentos ou processos economicamente viáveis e passíveis de serem reproduzidos e aplicados, de forma a minimizar os impactos negativos e a promover impactos positivos no meio ambiente e na qualidade de vida.


Artesanato dá nova utilidade a pneus descartados

No Brasil são descartados aproximadamente 50 milhões de pneus por ano. Soluções para dar destino aos pneus velhos e abandonados passam pelo uso da criatividade e do empreendedorismo. Um exemplo é o pufe ecológico produzido pela decoradora Izabel Cristina da Silva, de Porto Velho (RO), que aproveita pneus sem o uso de recortes e sem produção de resíduos.


Ecoformação: Um Caminho Necessário Para a Cidadania Planetária
- Por Nicole Roitberg, Antropóloga e Educadora Ambiental.
A nova educação abre caminhos para a Ecoformação, que, através da educação transdisciplinar e biocêntrica (centrada na vida), é fundamentada na afetividade da vida, no compartilhar e na construção coletiva de experiências, sentimentos e saberes. A natureza é um elo essencial no diálogo existente entre todos os campos do conhecimento humano. Deve-se facilitar para que todos compreendam o mundo como um sistema complexo (e a complexidade das relações entre indivíduo, ambiente, cultura e contemporaneidade), levando a uma reformulação do saber e a uma reconstituição do conhecimento.

Berenice Gehlen Adams, educadora ambiental
Em 1993, a professora gaúcha Berenice Gehlen Adams começou a escrever o livro Planejamento Ambiental, editado em 1997. Do livro, surgiu o Projeto Vida – Educação Ambiental, que atualmente é chamado de Apoema. Bere, como é conhecida, é autora de vários livros sobre Educação Ambiental e já participou de diversos congressos, seminários, cursos de atualização para professores, exposições e simpósios educacionais. Nesta entrevista à revista Impressão Pedagógica, ela fala sobre sua carreira, Educação Ambiental e projetos.

Fonte:rts.org

O Jogo da Dissimulação

O Jogo da Dissimulação

Se Toque!

Se Toque!

PERIGO NO AR !

PERIGO NO AR !
Clique aqui

Ditadura - Quando terminou mesmo...?

Suburbio Ferroviário - Galeria